02 março, 2015

Só se for ficar


Se você deixa de existir toda vez que procura ele, se você já substitui seu caderno de receitas pelas desculpas sem culpa dele, se você só tem direito a ¼ de seu calendário desorganizado , se você pede para as pessoas entenderem o que você sente e se você vive programando tudo a dois e acaba não realizando nada nem para um, certamente, sua prioridade está sendo optar pelo papel de segunda opção.

Você acha que está em um relacionamento, mas tudo o que está vivendo parece atrasado demais. Ele não quer assumir compromisso, ele não quer se responsabilizar pelos teus sorrisos, ele te tem e acha que não precisa de mais nada, ele percebe que faz falta e ainda assim prefere te fazer esquecer todos os contos de fadas.

Você, talvez, seja até a outra, pode ser a outra otária que supri o que a titular nem percebe. Aí resolve levar isso adiante e fica justificando para si mesma: “tudo isso é por amor, ele vai ficar comigo.” Sim, existe amor nesta frase, mas vem acompanhada da ausência. Ninguém que ame o suficiente deixa para amanhã as mãos que poderiam ser dadas hoje. Ninguém que ame o suficiente irá te esconder entre imprevistos. Você com certeza merece mais do que ser “um probleminha no trabalho” ou “uma volta com os amigos”.

Não admita restos sentimentais e nem mentiras que se transformam em refrão. Antes dos corpos, a nudez deve acontecer nas atitudes. Você não pode cobrar apenas transparência nos finais de semanas e nem aceitar que ele pague a conta do jantar apenas pela tele-entrega. Ok, nascer, crescer, casar, ter filhos, morrer...tudo isso parece bem normal, e tudo o que você deseja é poder conjugar esses verbos ao lado dele, mas quem dera se você estivesse lá.

Vou te contar uma coisa: todo amor vale a pena, mas nem tanto.

3 comentários :

Mateus Flach disse...

Só se...
"Amar é um verbo que acontece melhor no plural."

disse...

Se não há sintonia quanto à falta de compromisso, sempre haverá um a padecer.

Karla Thayse Mendes disse...

Que saudade que eu tava das lindezas daqui. Bom estar de volta e colher um pouquinho da tua poesia.

Beijo, flor