13 outubro, 2009

Depois de amanhã

Você já esperou muito por um dia? Aquela vontade de acelerar o tempo e lutar com o sono para dormir e acordar no momento certo. Contar as frações das horas e se perder nesse calculo desgraçado por não conseguir prestar atenção em mais nada, a não ser no ensaio, no que voce fará quando o dia chegar. E quando finalmente esse dia chega, ele não é nem um esboço do que voce sonhava - decepção. Então vem a dor.
Eu vivo esse mesmo dia há 18 anos.

É, eu sei.

5 comentários :

Marcel PH disse...

O tempo não passa nesses dias, dá vontade de girar os ponteiros do relóogio.

Anônimo disse...

tocante e inspirador.

João Romova disse...

eu me impressiono com isso tudo aqui que eu não entendo e me sacio nesse não querer.

Kafka adoraria tomar café com você...

f.mungo disse...

Sinto muito, msas vai piorar quando estiver com 37 anos?

ARCANO disse...

Obg :P