08 julho, 2011

Labirinto em mim

Há dias que parecem calos na vida da gente, e então você se sente como se não devesse esperar mais nada. E isso me irrita profundamente porque eu fico a espera de mim. Quero que algo me faça ter coragem de transformar qualquer coisa simples, quero conseguir ir atrás de todas aquelas promessas do começo do ano retrasado, sinto que acumulo muita coisa e que deixo de fazer por ficar pensando em como seria se eu fizesse.

Sinto que preciso me encontrar, porém nem ao menos sei onde me perdi. Sei que preciso começar, só não sei por onde. Meu começo se camufla no tempo que me ilude. Como se deixar para depois fosse mais fácil, uso a desculpa de estar me preparando embora na verdade não estou nem um pouco preocupada. Se não sei em que rua atravessar fico parada olhando pros lados em vês de olhar para dentro.

Me indigno quando penso que não consigo acompanhar a minha vida, por isso acho que sou fraca demais, instável demais, fútil demais. E talvez seja mesmo, e você também – o que irá nos diferenciar é nosso gosto musical.

Então decido parar de planejar uma corrida atrás do meu próprio rabo, pois eu me desgasto inutilmente quando acho que amanhã acordarei sendo outra pessoa. Tropeço em meus próprios pensamentos. Agora sei que não preciso me esperar, apenas me acompanhar. E quem disse que você precisa ir por um caminho já traçado? A acomodação vem quando você desiste de ver o mundo como teu.

9 comentários :

Anônimo disse...

A forma com que você transmite seus sentimentos para as palavras me encanta. Eu me identifico com cada letra, cada virgula. Seus textos sempre me fazem parar pra pensar em como a vida é uma confusão de acontecimentos e mesmo assim pode ser maravilhosa.

Luara Q. disse...

E que confusão né!
Fico muito contente em saber que em mim há algo para preencher em você.
Obrigada pelo carinho.

gabs. disse...

se as coisas andam meio diferentes,acho válido mudar tbm a maneira de enxergar as coisas (:

Rachel Nunes disse...

Vida é labirinto de sentimentos.
Lindo!
Amei seu blog e estou seguindo. ^^
Bjos

http://penseecorra.blogspot.com/

Karla Tabalipa disse...

Mas ainda bem a gente segue, apesar de.

(Linda) =**

b. disse...

Esqueça das vozes, dos gritos, sussurros. Escuta o silêncio que grita dentro de você. O labirinto é imensidão, há espaço para você e o minotauro, pequena.

Fernanda Roldi disse...

Aah,

Eu não resisti e segui seu blog.

Amei de verdade *-*

carolina* disse...

ameeeeei >< pura verdade!

Déborah Correia disse...

Acordo todo dia com centenas de dúvidas sobre mim mesma. Me perco, me procuro, me acho e esse ciclo é repetitivo. Lindo texto Lu, parabéns!