28 junho, 2012

Nessa galáxia

Quem me dera se o céu realmente pudesse me ajudar, não tenho sorte quando é para me amarem, isso deve ser defeito de fábrica. O problema não é quem eu amo, mas quem não me ama.

Quando não alugo sorrisos esqueço-me de convencer que solidão não é merecimento e sim opção. Sou um desequilíbrio constante, atravesso a rua no sinal amarelo e penteio meus pensamentos na esperança que o nome dele fique preso entre os dentes do pente.

Meu coração denuncia o que ainda espero, é um querer que seja amor sem nem se importar se não for. Parece-me que a felicidade está sempre onde não estamos. Sinto que estou em uma galáxia muito distante de qualquer um que possa me fazer de mundo, de vida, de sua.

Agora já sei que não posso permitir que nenhum vazio me sirva, e nem que ocupe meus dias. Se ainda não tenho amor me contentarei com a busca por um.

Simpatizo com esses romances de sábado a noite que encontro nos livros, me sinto encorajada por essas canções que se repetem nas rádios para nos lembrar que não é pelo fato da ausência de um amor que sua presença não exista.

Apesar de me achar tão errada para o amor, percebi que erro é tentar me consertar para ser amada. Se eu ainda não me larguei é porque há esperanças. Se eu ainda estou sozinha é porque não preciso ficar mal acompanhada. Se com tudo isso não for amor de verdade, que seja uma noite divertida, que seja no chão, na parede, no capô do carro. E se ainda assim não tiver um “&” entre nossas mãos que sejamos vírgulas ou pontos finais.

                                                     [aumente o som do teu riso]

A partir de agora não existe mais reticências no meu planeta. Não quero a culpa por esperar algo que sei que existe, mas não será meu. Que a minha espera seja por algo que eu ainda não saiba da existência, mas que possa surgir a qualquer momento. Assim, será também uma forma para amar, um sentimento premeditado que ainda não saiba sentir.


Amor é sentimento extraterrestre.
É o que faz existir vida menos inteligente na gente.


*Encomendado por Maria Fernanda R.

3 comentários :

Miss Black disse...

Engraçado... Estava aqui procurando por alguma coisa para acalmar as minhas ideias, pois estão um pouco bagunçadas; e encontrei o seu blog... E li esse texto, que me identifiquei bastante, principalmente na frase: "Apesar de me achar tão errada para o amor, percebi que erro é tentar me consertar para ser amada.". Adorei e obrigada!!!

http://enxergandoalemdasaparencias.blogspot.com.br/

Stephanye H. disse...

Se o amor está demorando pra nos encontrar..é pq tem algo maravilhoso nascendo,crescendo..esperando ser maduro o suficiente para transbordar o afortunado futuro coração.

Nina disse...

É difícil esperar acontecer, mas valioso quando desistimos da espera. Porque então "surge o inesperado" e foi assim comigo. Tanto quis que nunca veio, desisti. Como dizia Saramago: "por nunca ter esperado da vida, tive tudo".
Abraços.