11 maio, 2009

Pelas cordas do violão

- Você é meu anjo! – eu podia o sentir e não passou pela minha cabeça contrariá-lo. O Martim em mutualismo com a voz dele era responsável por parte dos momentos da nossa eternidade.

2 comentários :

Dave Lombardi disse...

Obrigado pela visita e pelo elogio... Você tem textos ótimos... Vicerais!

Parabéns pra você!

Albertt disse...

Nem todos sabem sentir.
Abraços ~]