02 dezembro, 2008

Amnésia

Fazer alguns versos de bolero é fácil quando você já fracassou tantas e tantas vezes, não preciso mais gritar, o mundo todo se encontra surdo. Estou aqui tentando. Escuto uma música distante. Já quebrei tantas vezes e já me fechei e desaprendi a amar.
Deve-se estar perdido, para achar locais que não se pode achar. Caso contrário, todos saberiam onde fica. Creio que sofra de uma amnésia que delete em mim as partes que deveriam me fazer humana, facas voam.
Enquanto tento lembrar os passos de dança que um dia eu aprendi, decido calar meus pensamentos. Porque se eu pensasse, sofreria. “E como qualquer ser humano que não é masoquista, eu não quero sofrer.”

‘Visto o silêncio do passado para justificar
O que não sou capaz de te dizer agora,
Você aparece na minha mente
E por mais que eu tente
Sou incapaz de te deixar ir,
Preciso tanto de você aqui... ’
Gosto tanto dessas palavras que começam com in, - invisível, inviolável, incompreensível - que querem dizer o contrário do que deveriam. Eu própria sou inteira o oposto do que deveria ser. É.
A certeza que eu tinha de que 'algum' dia eu poderia encontrar alguém que me iria surpreender todos os dias; mais como eu desejava isso, se nem ao menos eu consigo conversar com pessoas por mais de quinze minutos sem bocejar?
E o pior de tudo é achar que mesmo que essa pessoa EXISTA, ela não vai gostar de mim.Se fosse possível alguém, qualquer alguém escutar meus sonhos, talvez não fosse tão difícil dormir. Não creio em amor a primeira vista, novelinha teen não me convence mais. O que machuca é saber o quanto eu estou habituada a mim mesma. O quanto eu me aceito, o quanto eu já dei desculpas para não sair. Eu sou uma tortura, e sofrer de memória seletiva me faz esquecer tudo o que eu acho que deve ser melhor e dizer o quanto esse errado pode dar certo.
'Fica um pouco mais
E me veja dormir, já não importa mais,
Só voce sabe o jeito de me fazer sorrir.
Eu vou te esquecer pra lembrar
Que te encontrar só é possível quando eu já não mais existir...'

4 comentários :

Patrícia Harumi disse...

O amor não existe para aqueles que não acreditam no mesmo. É simples, só não se boicotar.

C. Biasucci disse...

amor? o que é isso? é pra se comer ou beber??

eu só acredito em amor de Deus e amor de mãe pra filho. do resto eu já desisti.

Arllan disse...

faz parte de pessoas interessantes.


e muito obrigado pelo seu comentário (atrasado)

Maicom disse...

Amor... A assunto pra render, num é verdade?
Bem, ele estranho. Possui gostos estranhos, manias estranhas e, muitas vezes (muitas mesmo) nos faz perder a razão...

Bjão.